Cavalo Azul assinala o 1.º aniversário

Na próxima sexta-feira, dia 1 de Abril, o centro Cavalo Azul, em Coimbra, assinala o primeiro ano de aniversário.

Construído pela A.F.S.D. – Associação de Famílias Solidárias com a Deficiência, o centro tem por missão a valorização e integração social de pessoas com necessidades de cuidados especiais, nomeadamente com deficiência mental e multideficiência, e respectivas famílias nos seus papéis de cuidadores, através de medidas específicas de intervenção, que promovam a sua autonomia, bem-estar e exercício pleno da sua cidadania.

As comemorações de aniversário têm início pelas 16h00, com a actuação do duo Rafaela e David do grupo do Estúdio de Ópera, seguindo-se a representação da peça de teatro “Cavalo Sombra” pelo grupo “Imaginação”, constituído por utentes do centro Cavalo Azul. Depois disso, seguir-se-á uma largada de balões, a actuação do grupo etnográfico “Cantares e Danças de Assafarge” e um lanche convívio.

O primeiro ano do centro Cavalo Azul foi marcado pela entrada dos primeiros utentes residentes, na resposta social de Lar Residencial (LRE) e dos primeiros utentes externos, na resposta social de Centro de Actividades Ocupacionais (CAO). Foi também o ano da celebração do acordo de financiamento com a Segurança Social, permitindo o acolhimento de utentes, independentemente da sua condição socioeconómica.

O centro Cavalo Azul investiu igualmente na aquisição de uma viatura adaptada ao transporte dos utentes e no registo de marca social nacional Cavalo Azul®.

“Foi um ano de desenvolvimento de actividades pelos órgãos associativos e pelos voluntários/as para o aumento de rendimentos adicionais que permitiram a liquidação de cerca de um terço da dívida de longo prazo, a qual foi necessária contrair para se ter feito nascer o Cavalo Azul. O Cavalo Azul revelou-se adaptado para receber os utentes e para lhes proporcionar a satisfação das suas necessidades específicas, nomeadamente em termos de instalações, mobiliário, equipamentos, organização e, sobretudo, de pessoal. As equipas que se criaram no Cavalo Azul formam, hoje, os braços que aconchegam os/as utentes, os/as seus/suas familiares e amigos/as”, refere uma nota enviada pelo Centro.

Actualmente, o CAO tem uma lotação de 30 utentes e teve no seu primeiro ano de vida uma taxa de ocupação de 50%. Já o LRE, com uma lotação de 12 utentes, teve uma taxa de ocupação de 75%.

O centro Cavalo Azul tem explorado o empreendedorismo social e firmadas parcerias com outras entidades para, a partir das actuais respostas sociais, vir a desenvolver com os seus utentes outras actividades económicas de natureza instrumental e socialmente úteis, com vista à integração profissional de jovens com deficiência mental.