Cantanhede acolhe iniciativas dedicadas à “Democracia, Igualdade de Género e Direitos Humanos”

Vai decorrer de 17 a 26 de Outubro, no concelho de Cantanhede, um conjunto de iniciativas sob o tema “Democracia, Igualdade de Género e Direitos Humanos”. Com organização do Município de Cantanhede, em parceria com o Núcleo de Apoio às Vítimas de Violência, as actividades visam estabelecer um compromisso colectivo com a igualdade.

A iniciativa local “Democracia, Igualdade de Género e Direitos Humanos”, prevê momentos de partilha e reflexão com diversos públicos, de forma a disseminar as políticas de Cidadania e Igualdade de Género, bem como da prevenção da Violência Doméstica e de Género.

Estas acções têm como objectivo dar visibilidade ao roteiro Cidadania em Portugal, desafiando as comunidades locais a uma viagem de descoberta, reflexão e ação sobre cidadania e participação cívica, assinalando diferentes momentos e iniciativas junto da comunidade. Este conjunto de actividades surge ainda no âmbito de um forte enraizamento de papéis sociais tradicionalmente atribuídos à mulher e ao homem, assim como relações de poder desiguais nas relações de intimidade e que, em situações extremas, redundam em violência como estratégia de resolução de conflitos, bem como o impacto nefasto em públicos particularmente vulneráveis como crianças e idosos.

A inauguração da exposição Aqui Morreu Uma Mulher, no dia 17 de Outubro nos Claustros dos Paços do Concelho de Cantanhede, pelas 14h30, marca o início dos trabalhos, a que se seguem inúmeras acções de sensibilização ao longo destes 10 dias, nomeadamente relacionadas com temáticas como “Desigualdades de Géneros: Pobreza e Feminilidades”, “Intervenção em Rede na Violência Doméstica” e “Cidadania, Desigualdades(s) e Prevenção da Violência”.

 

Programação:

17 Outubro – 14h30

Desigualdades de Géneros: Pobreza e Feminilidades

14h30: Visita à Exposição Aqui Morreu uma Mulher

Local: Claustros da Câmara Municipal de Cantanhede

 

15h00: Sessão de Sensibilização

Local: Auditório do Museu da Pedra do Município de Cantanhede

Facilitadores/as: Joana Nascimento e João Fernandes do Núcleo de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica de Cantanhede

Público-alvo: Grupo das Tardes Comunitárias e Comunidade local

 

18 Outubro – 14h30

Intervenção em Rede na Violência Doméstica

14h30 – Visita à Exposição Aqui Morreu uma Mulher

Local: Claustros da Câmara Municipal de Cantanhede

15h00 – Sessão de Abertura

Helena Teodósio, Presidente da Câmara Municipal de Cantanhede

Adérito Machado, Presidente do Conselho Local de Ação Social

José Guerra, Presidente da Associação Fernão Mendes Pinto

 

15h30 – Sessão de Trabalho

Oradores/as:

Paula Garcia, Procuradora DIAP Coimbra

João Redondo, Médico Psiquiatra do Serviço de Violência Familiar do Hospital Sobral Cid – CHUC

Marta Santos, Coordenadora do Núcleo de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica de Cantanhede

Público-alvo: Profissionais e Dirigentes de Entidades Públicas e Privadas

Local: Salão Nobre da Câmara Municipal de Cantanhede

 

24 Outubro – 10h00

Cidadania, Desigualdades(s) e Prevenção da Violência

10h00 – Visita à Exposição Aqui Morreu uma Mulher

10h30 – Sessão de Abertura

Helena Teodósio, Presidente do Município

Adérito Machado, Presidente do Conselho Local de Ação Social

RepresentantedaANIMAR–AssociaçãoPortuguesaparaoDesenvolvimentoLocal

 

11h00 – Mesa Redonda

Moderação: Luísa Rego, ANIMAR

Jornalista: Teresa Campos e Fotógrafo José Carlos Carvalho – Revista VISÃO

Sargento-Ajudante: Anabela Mendes, Chefe do NIAVE do Comando Territorial da GNR de Coimbra

Procuradora-Adjunta: Mónica Travessa, Ministério Público do Tribunal de Cantanhede

Representante da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género

Marta Santos, Coordenadora do Núcleo de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica de Cantanhede

Público-alvo: Alunos/as do Ensino Secundário, Profissionais de Educação e de Intervenção Social

Local: Centro Paroquial S. Pedro

 

17 e 26 outubro 9h00 – 16h00

Exposição Aqui Morreu uma Mulher

Público-alvo: Para toda a Comunidade

Local: Praça Marquês de Marialva (openspace)