Câmara de Mira e Abrigo de Carinho de mãos dadas

Desde o dia 22 de Maio que a parceria entre o Abrigo de Carinho – Associação dos Amigos dos Animais do Concelho de Mira e a Câmara Municipal de Mira (CMM) se tornou mais estreita e oficial.

Embora o actual executivo tenha vindo a colaborar, sempre que é solicitado, com a Associação, nomeadamente, com a aquisição de ração e o apoio permanente do Veterinário do Município, a colaboração protocolada passa a incluir uma verba mensal de 1200 euros, a esterilização dos animais recolhidos e ainda algumas obras para melhorar o espaço, situado na Praia de Mira.

O objectivo, referiu Raul Almeida, Presidente da CMM, aquando da assinatura do protocolo, é ajudar financeiramente, logisticamente e institucionalmente esta associação e os seus voluntários, “que têm feito um trabalho espectacular não só no concelho mas por toda a região, no que diz respeito à recolha de cães. Cabe também ao município de Mira agradecer a entrega e dedicação a esta causa, que é de todos”.

Actualmente com cerca de 150 animais no Abrigo, torna-se difícil para a Associação conseguir levar a bom porto os seus objectivos. Por isso mesmo, este protocolo vem dar “alguma segurança ao Abrigo de Carinho mas também ao Município, que assim tem lugar para colocar os animais errantes, recolhidos através do Veterinário Municipal e da Protecção Civil”.

Deste modo, ficam ainda dados os primeiros passos no sentido de serem tomadas as diligências necessárias para, no futuro, implementar um Centro de Recolha Animal, processo burocrático que, segundo a CMM, se prevê que seja demorado.

Para Manuela Gabriel, Presidente do Abrigo de Carinho, a assinatura deste protocolo é um passo muito importante para a associação: “É do conhecimento geral o trabalho desenvolvido pela associação, a sua importância para o concelho, as suas lutas, as suas dificuldades e, acima de tudo, a sua dedicação aos animais que acolhe. Este protocolo é sem dúvida um reconhecimento de todo o trabalho desenvolvido ao longo destes cinco árduos anos de existência”.

Para a mentora do projecto, “este apoio vai permitir proporcionar um maior bem-estar aos cães. Quanto melhores as condições, mais cães podemos acolher e melhores condições lhe podemos dar”.

“Será inequivocamente uma lufada de ar fresco para a Associação e para as suas dificuldades financeiras, mas não é o fim do percurso. Antes pelo contrário. É a vitória de uma batalha, na dura guerra que travamos todos os dias. É uma nova etapa! Um novo percurso que se inicia, mas agora com as duas entidades de olhos postos no mesmo objectivo”, partilhou Manuela Gabriel.

Quer amor incondicional? Adopte um cão

No mesmo dia em que foi assinado o protocolo com a Associação Abrigo de Carinho, a Câmara Municipal de Mira lançou uma campanha de adopção. Com o lema “Quer amor incondicional?”, a campanha passa pela oferta da identificação electrónica (chip), 1.ª vacinação e desparasitação interna e externa por cada patudinho adoptado no abrigo.

O objectivo é sensibilizar as pessoas para a adopção, dar uma nova família aos cães e, em simultâneo, conseguir manter a sustentabilidade do espaço, que neste momento se encontra lotado.

“Quantos mais cães forem adoptados, mais cães podemos resgatar das ruas”, frisou Raul Almeida.

Para além da campanha de adopção, será lançado brevemente o Cheque Veterinário, uma parceria com as clinicas veterinárias do concelho e que consiste num desconto de cerca de 50 euros em consultas, tratamentos ou esterilizações.

 

Um Abrigo de Carinho

Oficialmente constituído em Janeiro de 2012, o “Abrigo de Carinho – Associação dos Amigos dos Animais do Concelho de Mira”, partiu do amor que um grupo de amigas do concelho tem pelos animais, e neste caso concreto, pelos cães.

O objectivo da associação é recolher (e acolher) cães abandonados ou perdidos, dando-lhes um local para dormir, alimentação, cuidados veterinários, quando necessitam, e, claro, carinho, muito carinho, até encontrarem uma família que lhes dê o devido valor.

Ao longo dos cinco anos de actividade, já foram recolhidos cerca de 700 cães. Foram feitas 200 esterilizações e promovidas cerca de 500 adopções.

Neste momento, a Associação dá abrigo a cerca de 150 “patudinhos”, refere Manuela Gabriel, uma das mentoras da associação. O espaço, localizado na Praia de Mira, já está no seu limite de ocupação e por isso, a necessidade de ajudas tem sido cada vez maior.

“De momento temos cerca de 30 voluntários que nos ajudam nas tarefas e actividades da associação”, um número ainda assim insuficiente para o crescente aumento de animais que vão acolhendo.

Para manter os animais e continuar o trabalho que tem vindo a desenvolver, o “Abrigo de Carinho” necessita da ajuda de todos. Ração, mantas (não necessitam de ser novas), desparasitantes (internos e externos), materiais para a manutenção do abrigo (rede, madeiras) e produtos de limpeza são alguns dos exemplos de coisas que nunca estão a mais no abrigo e que qualquer pessoa pode entregar na associação de forma a torna mais agradável e o mais feliz possível a vida destes “patudinhos”. Pode ainda tornar-se voluntário, sócio (através do pagamento de 12 euros por ano), ou adoptar ou apadrinhar um dos muitos patudinhos ali alojados.