Câmara de Cantanhede apoia o desporto

A Câmara Municipal de Cantanhede procedeu à entrega da segunda fase dos subsídios às associações desportivas do concelho, nos termos do regulamento em vigor e conforme consta nos contratos de desenvolvimento desportivo subscritos pelas entidades beneficiárias.

Neste sentido, a autarquia despendeu, este ano, um valor global de 100 mil euros, montante do qual acaba de ser transferido o correspondente a um pouco mais de 35%.

À primeira fase, distribuída a 20 de Abril, juntam-se agora 32 mil euros entregues no decurso de um encontro realizado no passado dia 16 de outubro entre os responsáveis das entidades associativas e o vice-presidente da Câmara Municipal, Pedro Cardoso, que esteve acompanhado na sessão pelo vereador do Desporto, Adérito Machado.

A repartição do valor global foi feita a partir de um inquérito realizado a todas as coletividades, tendo em conta o seu nível de actividade e o número de intervenientes envolvidos na prática desportiva, entre outros aspectos. O desenvolvimento da actividade física regular contempla dois tipos de apoio, um para o desporto federado, outro para o não federado. No primeiro caso, o cálculo é feito em função do número de praticantes multiplicado por um valor unitário por atleta, segundo dois escalões (>18 anos e ≤18 anos), grau de representatividade das agremiações desportivas, de acordo com nível de competição que disputam, e também do tipo de enquadramento em termos de exigência técnica. No que respeita à actividade física não federada, é considerado apenas o número de praticantes com valores diferenciados por três escalões etários (≤ 18 anos; > 18 anos e ≤ 55 anos; > 55 anos).

O programa de fomento do desporto que o Município de Cantanhede tem vindo a desenvolver visa “criar condições favoráveis ao trabalho das associações” e, conforme o vice-presidente da Câmara tem sublinhado em várias ocasiões, “é uma forma de reconhecimento da acção absolutamente meritória das associações na promoção da prática desportiva nas várias vertentes em que desenvolvem a sua actividade, assim como, uma forma de incentivar e ajudar no desenvolvimento do desporto a nível concelhio”. 

Segundo Pedro Cardoso “este apoio ao movimento associativo é uma forma de respeitar o mérito, o esforço e o extraordinário trabalho de quem abnegadamente, e tantas vezes com grande sacrifício, se dedica de corpo e alma à dinamização das coletividades desportivas, nas diferentes modalidades, e que por essa via contribui para o desenvolvimento do desporto a nível concelhio”.