Bandeira Azul para 64 praias da Região Centro

A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) anunciou recentemente a atribuição do galardão “Bandeira Azul” a 314  Praias e 17 Portos de Recreio e Marinas portuguesas, para o ano de 2016.
“30 anos, 30 critérios, um objectivo” é o tema deste programa ambiental com três décadas de existência, o qual assegura criteriosamente as normas de certificação da excelência de determinada zona balnear. E, nesta temática, o Centro de Portugal está duplamente de parabéns.

Se por um lado, quatro das suas praias conquistam novos galardões, por outro lado a Praia de Mira vive um momento histórico ao tornar-se, este ano, a única zona balnear marítima do mundo a receber durante 30 anos consecutivos a Bandeira Azul, galardão que distingue a qualidade das suas águas e infraestruturas.

Por ocasião deste feito com repercussão mundial, a autarquia de Mira tenciona, entre outras actividades, ornamentar durante a temporada de verão, a marginal da praia com as 30 bandeiras azuis conquistadas ao longo dos anos.

Destaque merecido vai também para as novas galardoadas. São elas, as praias fluviais do Piódão, em Arganil e da Bogueira, na Lousã, bem como, as praias oceânicas de São Pedro da Maceda e Torrão do Lameiro, ambas pertencentes ao concelho de Ovar, que se juntam agora às praias da zona Centro de Portugal, reconhecidas pela sua qualidade ímpar e inquestionável.

“É de realçar a importância da atribuição deste galardão que vem reforçar a estratégia de posicionamento do Centro de Portugal enquanto destino de excelência para o Turismo de Natureza e de Sol & Mar, em particular, o Turismo de Recursos Hídricos Marítimos e Fluviais, nomeadamente, nos segmentos de Turismo de Onda e Activo (Marítimo e Águas Interiores), o Turismo Costeiro e Fluvial (Praias Marítimas e Fluviais), o Turismo Náutico (Recreio e Desportivo) e o Turismo de Interpretação e da Biodiversidade Marinha”, pode ler-se numa nota da Turismo Centro.

A Turismo Centro de Portugal “está ‘azul’, neste caso, de orgulho e regozijo, ao saber que 64 bandeiras, atribuídas a 47 Praias Oceânicas e 17 Praias Fluviais, irão ser hasteadas durante toda a próxima época balnear”.