Assembleia Municipal de Cantanhede aprovou voto de pesar pelo falecimento de António Barbosa de Melo

A Assembleia Municipal de Cantanhede aprovou, por unanimidade, um voto de pesar pelo falecimento de António Barbosa de Melo, assinalando “a perda de uma sólida referência da democracia que teve intervenção política relevante na consolidação do regime democrático”.

Votado no plenário de 16 de Setembro, o texto refere aspectos relevantes da vida do professor da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, designadamente “a sua influência na orientação programática do Partido Popular Democrático, que ajudou a fundar em 1974, juntamente com Francisco Sá Carneiro, Francisco Pinto Balsemão e Joaquim Magalhães Mota”, a sua participação na elaboração da lei eleitoral para a Assembleia Constituinte, bem como o seu papel “na consagração das normas constitucionais que salvaguardassem o pluralismo democrático e a liberdade económica na Constituição da República Portuguesa”.

Além da referência à actividade parlamentar de António Barbosa de Melo como deputado, é destacado o facto de ter sido presidente da Assembleia da República e membro do Conselho de Estado de 1985 a 2005, sublinhando o seu exemplo de vida, distinguido com condecorações de vários países.

Voto de louvor aos Bombeiros Voluntários de Cantanhede

Também por unanimidade, a Assembleia Municipal de Cantanhede aprovou um voto de louvor aos bombeiros portugueses e, particularmente, aos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, enfatizando “o seu espírito de missão e de sacrifício na defesa e protecção de pessoas e bens”.

O documento faz referência à relevante função “dos sapadores florestais, serviços de protecção civil, forças policiais, exército e demais entidades que os secundaram nas suas funções e auxiliaram no combate às chamas”, bem como ao “papel das autarquias locais pelo seu apoio às corporações e na implementação de mecanismos de prevenção, em contraponto com o desnorte a que tantas vezes se assiste nas políticas nacionais de gestão da floresta e de combate a incêndios”.

 

“A pouca expressão dos incêndios no concelho de Cantanhede este ano é o melhor reconhecimento do bom trabalho efetuado a esse nível”, pode ler-se no texto.