APCC apresentou bocciateca a instituições de Coimbra

A Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC) apresentou esta quinta-feira, dia 30 de Junho, o seu projecto de criação da primeira bocciateca do país a um conjunto de instituições da cidade.

O workshop decorreu no Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral e permitiu a técnicos e professores tomar contacto não só com o projecto, mas também com algumas regras e conceitos da própria modalidade, e em particular da vertente de boccia sénior. Além de uma explicação breve sobre as regras e os fundamentos do jogo, foram ainda dinamizados alguns encontros entre os participantes.

O objectivo é que estes colaboradores sejam agora ‘embaixadores’ da Bocciateca da APCC junto dos responsáveis e dos utentes de cada uma das suas instituições, promovendo o boccia sénior enquanto prática desportiva adequada às expetactivas e necessidades dos idosos, promovendo dessa forma a socialização, inclusão e a qualidade de vida.

A Bocciateca da APCC é um centro de recursos onde são disponibilizados equipamentos desportivos e materiais relacionados com o boccia para utilização pela comunidade. O projecto prevê ainda a criação de um programa estruturado para a prática da modalidade, aliando actividades desportivas, de lazer e de competição, em parceria com outras entidades.

Dirigida a seniores e a pessoas com deficiência e/ou incapacidade, a Bocciatecca tem uma abordagem intergeracional, envolvendo também voluntários da APCC e estudantes do Ensino Superior.

Este projecto foi um dos distinguidos na terceira edição do Prémio BPI Seniores (cuja entrega de galardões decorreu em outubro de 2015), que reconhece e apoia projectos que promovam a melhoria da qualidade de vida e o envelhecimento activo de pessoas com idade superior a 65 anos.

O boccia é uma das modalidades desportivas praticadas na APCC, no âmbito do Departamento de Educação Física e Desporto, tendo sido introduzido em Portugal em 1993, durante um curso organizado pela Associação.