Ampliação das zonas industriais de Cantanhede e Tocha ascende a mais de dois milhões de euros

A Câmara Municipal acaba de aprovar, por unanimidade, os termos dos contratos de aquisição de mais terrenos destinados à ampliação da Zona Industrial de Cantanhede. A deliberação estabelece as condições dos acordos celebrados com vários proprietários, processo que o executivo camarário liderado por Helena Teodósio está a concluir e que acrescenta à Zona Industrial de Cantanhede cerca de 250 mil m2, o que corresponde a um investimento de cerca de 1,3 milhões de euros só na aquisição de terrenos.

Entretanto, está já em curso a construção das infraestruturas de acesso à área de ampliação, no âmbito de um investimento da Câmara Municipal que ascende a 430.495 euros.

Com um prazo de execução de 240 dias, a abertura de um arruamento para expansão da zona industrial em direcção a sudoeste permite concluir a ligação viária entre a rotunda existente a Norte e a rua que dá acesso à unidade industrial da Converde, de modo a que os lotes constituídos a partir dos terrenos recentemente adquiridos fiquem devidamente infraestruturados.

De acordo com o que consta no caderno de encargos, a nova estrada terá um perfil transversal semelhante à das restantes, com nove metros de faixa de rodagem, passeios e estacionamento longitudinal. Os trabalhos previstos contemplam a instalação de sistemas de abastecimento de água, de esgotos e de drenagem de águas pluviais, a arborização dos passeios e a aplicação de sinalética vertical e horizontal, bem como a execução das redes elétrica e de telecomunicações.

A presidente da Câmara Municipal sublinha “a importância do investimento de mais de 1,6 milhões de euros que a autarquia está a fazer na ampliação da Zona Industrial de Cantanhede, no sentido de dar resposta à procura que esta felizmente está a registar. Esta é claramente uma das prioridades do executivo camarário, no entendimento de que a dinamização da base económica e criação de mais e melhores oportunidades de emprego são condições essenciais à elevação dos padrões de qualidade de vida da população”.

Segundo Helena Teodósio, “a autarquia vai continuar a investir na criação de condições que permitam dar resposta cabal à procura que as nossas zonas industriais registam, reforçando simultaneamente a sua atratividade relativamente a empresas de maior valor acrescentado e que possam favorecer as cadeias de valor do concelho”.

A autarca lembra a propósito que, “além da construção das infraestruturas de ampliação da Zona Industrial de Cantanhede, está em curso uma obra idêntica para alargamento da área infraestruturada da Zona Industrial da Tocha. São mais 365.631 euros que a Câmara Municipal está a aplicar na execução de infraestruturas num terreno desanexado ao domínio florestal para esse efeito e que é propriedade da Junta de Freguesia da Tocha”, adianta Helena Teodósio, referindo que “passa a haver mais 10 hectares infraestruturados para instalação de empresas”.