Agricultura esteve em debate na Expofacic

No dia 28 de Julho, a Expofacic assinalou o Dia do Agricultor com um debate, que incluiu vários temas do setor que estão na ordem do dia. Na sessão, que teve lugar no Centro Social e Paroquial de S. Pedro, a presidente da Câmara Municipal, Helena Teodósio, enalteceu a iniciativa conjunta da INOVA, ADELO, Adega Cooperativa de Cantanhede, Cooperativa Agrícola de Cantanhede e Cooperativa Agrícola da Tocha, pela orientação dada ao programa.

“Estas jornadas temáticas são um contraponto importante ao ambiente de celebração e festa que a cidade vive por estes dias, porque, no contexto de uma tão grande feira de actividades económicas, faz todo o sentido haver oportunidade para a reflexão e o debate de questões que interessam aos agentes económicos, neste caso da agricultura”, sublinhou.

Segundo a autarca “é fundamental o diálogo dos agricultores com técnicos ligados ao sector, cujo conhecimento das questões que hoje se levantam nas áreas específicas em que trabalham pode ajudar a ter uma melhor perspetiva sobre os problemas e certamente sobre os mecanismos e oportunidades para os resolver”.

A propósito do tema Soluções Crédito Agrícola para Agricultores, a líder do executivo camarário afirmou que estas são “um suporte fundamental em todas as áreas de atividade e que quem trabalha no setor agrícola não pode negligenciar”, deixando aos presentes um repto para que “aproveitem convenientemente as oportunidades que surgem no âmbito dos programas de financiamento comunitário como os que estão sob gestão da ADELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego. Já há bastantes candidaturas aprovadas e outras com o financiamento dos projetos em curso, o que reflete bem o excelente trabalho que a ADELO tem vindo a desenvolver na implementação da Estratégia de Desenvolvimento Local (EDL) em Cantanhede e restantes concelhos que fazem parte do seu território de intervenção”.

Helena Teodósio referiu ainda que “à autarquia cabe incrementar condições que propiciem o desenvolvimento do setor e o aumento dos rendimentos da população agrícola, o que aliás está na base da criação do Gabinete Municipal de Apoio ao Agricultor, um serviço vocacionada para ajudar os produtores em todos os aspetos relacionados com a sua atividade, quer aos que já se encontram instalados, quer aos jovens que pretendem iniciar-se como empresários do setor”.

A respeito das Castas Tradicionais da Bairrada, a presidente da Câmara Municipal adiantou que a autarquia está a organizar o Congresso da Baga, agendado para o último trimestre do ano, com o qual vamos “promover nacional e internacionalmente a excelência dos vinhos produzidos a partir desta casta autóctone, tirando partido de todo o potencial da iniciativa ao nível da dinamização do enoturismo”.

As jornadas técnicas do Dia do Agricultor na Expofacic incluíram ainda a abordagem de temas com O Melhor Eucalipto, Prevenção de Acidentes com Equipamentos Agrícolas e Novas Ameaças à Agricultura: Pragas e Doenças de Quarentena, tendo terminado com um debate moderado por José Paulo Dias, diretor adjunto da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro.