25 de Abril celebrado com homenagem a Zeca Afonso e a Bandas Filarmónicas

Um concerto de Homenagem a José Afonso, pelo Coro dos Antigos Orfeonistas da Universidade de Coimbra, marcou o início das comemorações do 43.º Aniversário do 25 de Abril em Cantanhede.

O espectáculo realizou-se no dia 24, no salão dos Bombeiro Voluntários, com um programa que contemplou a interpretação de alguns dos temas mais emblemáticos do autor de “Grândola Vila Morena”, um dos hinos da revolução de 1974.

O objectivo foi comemorar o 25 de abril assinalando também o 30.º aniversário da morte de José Afonso, numa celebração que pretendeu invocar um legado cultural e artístico indissociavelmente ligado aos valores da liberdade e da justiça social.

A celebração do 43.º Aniversário do 25 de Abril em Cantanhede prosseguiu na terça-feira, com a sessão solene comemorativa da efeméride, onde intervieram Armanda Gabriel e Maria Manuel Fael, Deputadas da Assembleia Municipal, José Maria Maia Gomes, Presidente da Assembleia Municipal e João Moura, Presidente do Município.

Na sua intervenção, Maia Gomes fez uma “viagem no tempo”, recordando Cantanhede antes e depois da revolução de Abril. “Desde o dia 25 de Abril de 1974 muita coisa mudou para melhor […] e por isso é preciso reviver com gratidão esse momento, que nos trouxe a liberdade”.

Já João Moura frisou a necessidade de valorizar a efeméride: “Defendendo as conquistas que temos por adquiridas, será possível reforçar a consciência colectiva relativamente aos deveres de cidadania e de participação cívica na construção de uma sociedade mais justa, mais desenvolvida e com maior coesão social”.

“Esta celebração deve servir também para nos mobilizarmos do sentido de melhorarmos continuamente a qualidade da democracia em Portugal, no funcionamento dos diferentes órgãos de poder, na organização política e administrativa, na gestão dos recursos e na coesão territorial, estimulando também por essa via a confiança dos jovens no futuro do País e nas suas instituições representativas”, frisou o autarca.

Homenagem merecida

Um dos pontos altos da cerimónia foi a homenagem às bandas filarmónicas do concelho, designadamente a Associação Musical da Pocariça, a Phylarmonica Ançanense e a Filarmónica de Covões, que receberam do município um subsídio de 5 mil euros, para aplicar em novos instrumentos.

Três instituições centenárias que, segundo João Moura, “sempre foram particularmente influentes na dinamização das comunidades, exercendo assinalável acção pedagógica no ensino da música e na formação de públicos e desempenhando exemplarmente o estatuto de legítimos embaixadores culturais do concelho de Cantanhede nas suas actuações um pouco por todo o país e, por vezes, também no estrangeiro”.

O programa encerrou com uma conferência, este ano a cargo de José Manuel Mendes, Presidente da Associação Portuguesa de Escritores, que falou sobre o “25 de Abril, uma Memória no Futuro”.

One thought on “25 de Abril celebrado com homenagem a Zeca Afonso e a Bandas Filarmónicas

  • 29 Abril, 2017 at 18:55
    Permalink

    Muito bem mas é preciso Dakar mais de FEBRES

Comments are closed.